???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7016
Tipo do documento: Dissertação
Título: Perfil microbiológico e de resistência bacteriana no pé diabético infectado
Título(s) alternativo(s): Microbiological profile and bacterial resistance in infected diabetic foot
Autor: Pontes, Dênisson Guedes 
Primeiro orientador: Cavalcante, Leonardo Pessoa
Primeiro membro da banca: Gutierrez, Denise Machado Duran
Segundo membro da banca: Santos, Neivaldo José Nazaré
Resumo: JUSTIFICATIVA: O pé diabético caracteriza-se por uma série de apresentações clínicas específicas (isquemia, neuropatia, infecção) que acometem os membros inferiores de pacientes com diabetes mellitus. Constitui uma patologia que leva a uma alta taxa de amputações, com elevados índices de complicações e até mesmo de mortalidade. A classificação clínica da gravidade e o conhecimento do perfil microbiológico em nossa região seria de grande importância para ajudar a desenvolver e implementar diretrizes locais para o tratamento do pé diabético infectado. OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi identificar o perfil sociodemográfico, o perfil microbiológico e a resistência bacteriana em pacientes com pé diabético infectado. MÉTODO: Trata-se de um estudo observacional, transversal, descritivo, de prevalência, avaliando os perfis sóciodemográfico e microbiológico de pacientes portadores de pé diabético infectado internados em um Pronto Socorro de referência na cidade de Manaus-AM. Os dados sociodemográficos foram coletados através de entrevista direta com o paciente. Foram colhidos, durante os procedimentos cirúrgicos, fragmentos de tecidos profundos de lesões podais infectadas dos pacientes portadores de diabetes mellitus para realização de cultura e antibiograma. RESULTADOS: Em relação ao perfil sociodemográfico mais prevalente foi o de pacientes acima dos 50 anos, casados, com baixa escolaridade e procedentes da cidade de Manaus. Nas culturas realizadas, houve predomínio de germes da família Enterobacteriaceae (51,5%). Germes Gram-negativos foram isolados em 60,0% das culturas e os espécimes mais isolados individualmente foram os cocos Gram-positivos, Staphylococcus aureus (20,0%) e Enterococcus Faecalis (17,9%). Considerando-se os perfis de resistência bacteriana, verificou-se uma alta taxa de S. aureus resistente à meticilina (63,0%) e à ciprofloxacino (55,5%) e verificou-se que 43,5% dos germes Gram-negativos eram resistentes à ciprofloxacino. CONCLUSÕES: O perfil sociodemográfico majoritário, foi o de homens, com mais de 50 anos de idade, casados, com baixa escolaridade e procedentes de Manaus. Concluímos que os germes mais prevalentes nas lesões podais dos pacientes diabéticos estudados foram os germes Gram-negativos, resistentes à ciprofloxacino e que os germes mais isolados individualmente foram os S. Aureus resistentes à meticilina.
Abstract: BACKGROUND: Diabetic foot is characterized by a series of specific clinical presentations (ischemia, neuropathy, infection) affecting the lower limbs of patients with diabetes mellitus. It is a pathology that leads to an elevated amputation rate, with high rates of complications and even mortality. The clinical classification of severity and the knowledge of the microbiological profile in our geographic region would be of great importance to help develop and implement local guidelines for the treatment of infected diabetic foot ulcers. OBJECTIVES: The aim of this study was to identify the sociodemographic profile, microbiological profile and bacterial resistance in patients with infected diabetic foot ulcers. METHOD: This is an observational, descriptive, cross-sectional study evaluating the socio-demographic and microbiological profile of patients with infected diabetic foot hospitalized in a reference hospital in the city of Manaus-AM. Sociodemographic data were collected through a direct interview with the patient. During surgical procedures, deep tissue fragments of infected foot lesions were collected from patients with diabetes mellitus for culture and antibiogram. RESULTS: The most prevalent sociodemographic profile was of patients over 50 years of age, married, with low schooling and from the city of Manaus. In the cultures, there were predominant germs of the Enterobacteriaceae family (51.5%). Gram-negative germs were isolated in 60.0% of the cultures and the most individually isolated specimens were Gram-positive cocci, Staphylococcus aureus (20.0%) and Enterococcus faecalis (17.9%). Considering the profiles of bacterial resistance, a high rate of methicillin-resistant S. aureus (63.0%) and ciprofloxacin (55.5%) was found, and it was found that 43.5% of Gram-negative germs were resistant to ciprofloxacin. CONCLUSIONS: The major sociodemographic profile was that of men, over 50 years of age, married, with low education and coming from Manaus. We concluded that the most prevalent germs in foot lesions of diabetic patients of this study were Gram-negative germs resistant to ciprofloxacin and the most individually isolated germs were methicillin-resistant S. aureus.
Palavras-chave: Pé diabético
Microbiota
Antibióticos
Diabetic foot
Microbiota
Antibiotics
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS DA SAÚDE: MEDICINA: CIRURGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Medicina
Programa: Programa de Pós-graduação em Cirurgia
Citação: PONTES, Dênisson Guedes. Perfil microbiológico e de resistência bacteriana no pé diabético infectado. 2019. 87 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Cirurgia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7016
Data de defesa: 24-Jan-2019
Appears in Collections:Mestrado em Cirurgia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_DênissonPontes_PPGRACI.pdf4,91 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.