???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6385
Tipo do documento: Dissertação
Título: A concepção de interdisciplinaridade no Ensino de Ciências nos cursos de formação inicial de professores do ICET/UFAM
Autor: Oliveira, Willam Dantas 
Primeiro orientador: Galvão, Rozana de Medeiros Sousa
Primeiro membro da banca: Pio, José Luiz de Souza
Segundo membro da banca: Brito, Luiz Carlos Cerquinho
Terceiro membro da banca: Costa, Tálio Orleans Gadelha
Resumo: O papel da interdisciplinaridade na atividade pedagógica é um tema que vem ganhando cada vez mais espaço dentro do ambiente de formação inicial de professores. Porém, o enfoque interdisciplinar no ensino ainda esbarra em paradigmas presentes no ambiente de formação caracterizado pelo modelo de formação tecnicista e embasado em uma proposta positivista de ensino. Pesquisas indicam que essas práticas no ambiente de formação só prejudicam a formação inicial do professor, uma vez que fortalecem as concepções de um professor pouco preocupado com a sua prática e atuação para atender às necessidades que a carreira docente exige nos dias de hoje. O presente estudo teve como intuito compreender, a partir da experiência vivenciada pelos sujeitos, como a interdisciplinaridade no ensino de ciências é concebida nos cursos de licenciatura em Ciências: Matemática e Física/Química e Biologia da Universidade Federal do Amazonas no Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia, localizada no município de Itacoatiara-AM. Essas licenciaturas trazem em sua constituição uma série de especificidades, uma vez que suas matrizes curriculares aproximam sistematicamente duas disciplinas de caráter científico e têm como proposta formar profissionais aptos a atuarem nas duas áreas propostas. Dentro dessa perspectiva, esses cursos poderiam potencializar a formação de professores de disciplinas científicas que trabalhem com uma didática interdisciplinar no ensino de ciências. O estudo realizado tem caráter qualitativo do tipo fenomenológico-hermenêutico e foi realizado no instituto de formação, localizado no interior do Estado do Amazonas. A coleta de dados para a pesquisa foi realizada através de aplicação de entrevista semiestruturada e análise documental. As entrevistas foram realizadas entre os meses de agosto e novembro de 2015 e contou com a participação de 23 licenciandos (sendo 11 de Matemática e Física, e 12 de Química e Biologia), 4 egressos (sendo 2 de cada licenciatura) e 7 docentes (sendo 3 de Matemática e Física, e 4 de Química e Biologia). A participação desses se deu voluntariamente com o consentimento (TCLE) de que essa seria gravada para posterior análise. Os documentos analisados formam os Projetos Pedagógicos desses cursos e os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, pois a formação desses professores é direcionada, principalmente, para a atuação nas escolas de nível médio. O estudo foi realizado através de análise aprofundada sobre essas licenciaturas, buscando entender suas bases de construção, suas especificidades e, por fim, buscou analisar se as ações desenvolvidas nesse modelo de formação propiciam a formação de um professor que tenha como prática pedagógica a interdisciplinaridade no ensino de ciências. A pesquisa realizada indica que a interdisciplinaridade é concebida pelos licenciandos como uma forma didática de relacionar os saberes disciplinares. A atividade interdisciplinar pode ser desenvolvida na escola através de temas centrais capazes de articular com outros conhecimentos. Os licenciados acreditam que irão encontrar dificuldades na execução dessas práticas na escola. Na visão deles, o modelo de formação não propicia uma visão interdisciplinar de ensino, pois, mesmo com essa aproximação curricular, as áreas de formação caminham isoladamente. Para os docentes, apesar de comprometer alguns aspectos conceituais do ensino dessas disciplinas, o modelo de formação é adequado. Sob a ótica dos docentes desses cursos, trabalhar a formação destes professores sob uma perspectiva interdisciplinar não é uma prática comum a esses devido ao pouco contato com esses aspectos durante as suas formações. Ficou evidente, tanto na fala dos licenciandos como dos docentes, que o domínio do conteúdo é supervalorizado no ambiente de formação. Dessa forma, o modelo de formação de professores tende a adquirir características que competem em desfavor à adoção de uma prática pedagógica que tenha como enfoque a interdisciplinaridade no ensino de ciências.
Abstract: The role of interdisciplinarity in teaching is a topic that is gaining more traction within the environment of initial teacher training. However, the interdisciplinary approach in teaching still comes up against paradigms present in the training environment characterized by the traditional training model and grounded in a positivist teaching approach. Research indicates that these practices in the training environment only cause harm to initial teacher training, strengthening the conception of a teacher who is not worried about his practice or performance, which causes the teacher to be unprepared to meet the needs that the teaching profession requires nowadays. This study was done to understand, based on the experiences of the subjects, how interdisciplinarity in science education is conceived in the teaching degree programs in the sciences: Mathematics /Physics and Chemistry/Biology at the Institute of Science and Technology at the Federal University of Amazonas, located in the city of Itacoatiara in Brazil. These degrees include a number of particularities, since their curriculum matrices systematically bring together two scientific disciplines and train teachers that should be able to teach in both of the subject area covered. From this perspective, these programs could enhance the training of science teachers working with an interdisciplinary teaching approach in science education. This study uses the hermeneutic phenomenology qualitative research method. It was carried out at the training institute, located in a rural part of the state of Amazonas. Data collection for the research was conducted through semi-structured interviews and document analysis. The interviews were conducted between August and November 2015 and had the participation of 23 undergraduates (including eleven from Mathematics and Physics and twelve from Chemistry and Biology), four graduates (including two from each degree) and seven professors (three from Mathematics and Physics and four from Chemistry and Biology). Their participation was voluntarily and written consent was given to be able to record the interviews for later analysis. The documents analyzed are part of the teaching projects of the programs and the National Curriculum Guidelines for Secondary Education, since the training of these teachers is geared primarily towards teaching in high school. The study was conducted through in-depth analysis of these degrees, trying to understand their construction bases, their particularities and finally considered whether the actions undertaken in this model provide appropriate training for a teacher who will use the technique of interdisciplinarity in science education. The study found that interdisciplinarity is conceived by undergraduates as a didactic way of relating disciplinary knowledge. Interdisciplinary activity can be developed in school through central themes that are able to make connections with other knowledge. The undergraduates believe that they will have difficulties in implementing these practices in school. In their opinion, the training model does not provide an interdisciplinary view of education because, even with this curricular approach, the subject areas remain isolated from each other. For the professors, despite compromising on some conceptual aspects of the teaching of these subjects, the training model is appropriate. From the perspective of the professors in these programs, working to train these teachers with an interdisciplinary perspective is not something they are used to, due to the lack of contact that they had with interdisciplinarity during their own training. It was evident, in talking to both the professors and the undergraduates, that mastery of content is overvalued in the training environment. Thus, the teacher training model tends to take on characteristics that work against the adoption of a pedagogical practice that has interdisciplinary teaching in science education as its focus.
Palavras-chave: Interdisciplinaridade
Professores - Formação inicial
Ensino de Ciências
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Exatas
Programa: Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática
Citação: OLIVEIRA, Willam Dantas. A concepção de interdisciplinaridade no Ensino de Ciências nos cursos de formação inicial de professores do ICET/UFAM. 2016. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6385
Data de defesa: 28-Jul-2016
Appears in Collections:Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Willam Dantas.pdf778,95 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons